As Criadas
As Criadas

©Piotr Lis

press to zoom
As Criadas
As Criadas

©Piotr Lis

press to zoom
As Criadas
As Criadas

©Piotr Lis

press to zoom
As Criadas
As Criadas

©Piotr Lis

press to zoom
As Criadas
As Criadas

©Piotr Lis

press to zoom
As Criadas
As Criadas

©Piotr Lis

press to zoom

Teatro | CRIAÇÃO | 2017

RADOSŁAW RYCHCIK


As Criadas

Marcando mais uma parceria cultural entre o Brasil e a Polônia, o diretor Radosław Rychcik trabalha com as atrizes Bete Coelho, Magali Biff e Denise Assunção, na criação de uma nova montagem de As Criadas, peça clássica de Jean Genet. Este texto é marcado pela discussão de problemas sociais e humanos, em uma dimensão subjetiva e molecular onde uma forma desgovernada e micropolítica estão em jogo, assim como questões referentes a conflitos de classe e situações de exploração. Na peça, duas irmãs trabalham como empregadas e planejam matar a patroa, construindo com diálogos-jogos, sua rotina, hábitos e desmandos da madame, que são colocados em cena, e em xeque, escancarando a cruel relação doméstica, silenciada, entre patrões e empregados.

RADOSŁAW RYCHCIK

Radosław Rychcik pertence à jovem geração de artistas que criando teatro contemporâneo na Polônia. Graduado no Departamento de Filologia Polonesa da Universidade de Varsóvia e na Academia Teatral Nacional de Cracóvia, no Departamento de Direção de Drama, ele é reconhecido como um dos diretores mais talentosos e originais de sua geração, com interpretações radicalmente novas de teatro. Ele começou sua carreira como assistente do renomado diretor Krystian Lupa na Fábrica 2 e depois trabalhou na peça de Stanisław Wyspiański, Protesilas e Laodamia. Em 2008, dirigiu Dictator, baseado no filme de Charlie Chaplin, para o Festival Wybrzeże sztuki em Gdańsk. Ele estreou uma adaptação de Madame Bovary, de Flaubert, no Teatro Dramatyczny em Varsóvia, seguindo com produções do Discurso do Amante: Fragmentos de Roland Barthes no mesmo teatro, e Versus: Na Selva das Cidades, uma adaptação de Bertolt Brecht no Teatro Nowy em Cracóvia e no Festival Under the Radar, em Nova York. O seu trabalho em cima de Na Solidão dos Campos de Algodão, que estreou originalmente na Polônia em setembro de 2009, chamou bastante a atenção, apresentando em vários festivais ao redor do mundo. Começando na América do Norte - desde o Time-Art Art Festival da PICA e REDCAT em Los Angeles até On the Boards em Seattle, Under the Radar em New York e PuSH Festival em Vancouver, na América do Sul - com o prestigiado Santiago a Mil Festival no Chile, também na Ásia: PAMS em Seul e Europa - Nancy e Berlim. 

AS CRIADAS

Autor: Jean Genet | Direção e adaptação: Radek Rychcik | Tradução: Ricardo Frayha, Ricardo Lisias | Música e vídeo: Michal Lis, Piotr Lis | Cenografia e figurino: Hanna Maciag | Iluminação: Caetano Vilela | Com: Bete Coelho, Denise Assunção, Magali Bif | Músicos: Gui Amaral, Marcos Leite Till, Zé Pi | Assistência de direção: Ricardo Frayha | Sonoplastia e vídeo ao vivo: Rodrigo Gava | Operação de som: Danilo Cruvinel | Operação de luz: Igor Sane | Cenotécnicos: Enrique Casas, Fernando Zimolo, Wanderley da Silva | Direção técnica: Júlio Cesarini | Assistência de produção: Lara Bordin, Mariana Mastrocola

Produção: prod.art.br | Direção de produção: Ricardo Muniz Fernandes, Ricardo Frayha

Realização:
Sesc São Paulo, Instituto Adam Mickiewicz atuando sob a marca Culture.pl

FIT Festival Internacional de Teatro de São José do Rio Preto

São José do Rio Preto, SP, Brasil

07 a 09/07/2017

Sesc Santana

São Paulo, SP, Brasil

13/07 a 14/08/2017

As Criadas - flyer.jpg