Open for Everything
Open for Everything

©Thomas Aurin

press to zoom
Megalopolis
Megalopolis

©Thomas Aurin

press to zoom
Berlin Elsewhere
Berlin Elsewhere

©Thomas Aurin

press to zoom
Here After
Here After

©Thomas Aurin

press to zoom
The Ghosts
The Ghosts

©Thomas Aurin

press to zoom
On Fire
On Fire

©John Hogg

press to zoom
Oedipus Rex
Oedipus Rex

©Thomas Aurin

press to zoom
Hell on Earth
Hell on Earth

©Thomas Aurin

press to zoom
I'm Not the Only One Part 2
I'm Not the Only One Part 2

©Thomas Aurin

press to zoom
Distortion
Distortion

©Thomas Aurin

press to zoom
poster Open for Everything @ Udine.jpg
poster_The_Past_@_Schaubühne.jpg
poster The Past @ Hellerau.jpg
poster The Past @ Buenos Aires.jpeg
poster_On_Fire_@_Moçambique_.png
The Ghosts - Tanz im August.jpg

Dança | GERÊNCIA DE TURNÊS | 2011-2016

CONSTANZA MACRAS 

DORKYPARK

Diversos

De 2011 a 2016, Ricardo Frayha foi o responsável pela gerência e produção de turnês da companhia de teatro-dança Constanza Macras | DorkyPark, sediada em Berlim. Neste período foi responsável por quatorze produções do repertório da companhia, contabilizando cerca de setenta turnês em quase trinta países diferentes: além da Europa, produziu turnês na Coreia-do-Sul, China, Índia, Sri Lanka, Palestina, Líbano, Egito, Moçambique, África do Sul, Argentina, dentre outros países, frequentemente colaborando com os principais teatros e festivais da Alemanha como o HAU (Hebbel-am-Ufer), Schaubühne am Lehniner Platz, Maxim Gorki Theater, Thalia Theater, Kampnagel, Hellerau – Europäisches Zentrum der Künste, Theatre Freiburg, tanzhaus nrw Düsseldorf, Tanz im August, Tanzplattform Deutschland, dentre outros, além de internacionais como o Seoul Performing Arts Festival, Guangdong Dance Festival, Wiener Festwochen, Zürcher Theatre Spektakel, Théâtre Forum Meyrin, LAC - Lugano Arte e Cultura, Romaeuropa Festival, Dansens Hus Stockholm, Dansens Hus Oslo, BIPOD (Beirut International Platform of Dance), Ramallah  Contemporary Dance Festival, Attakkalari India Dance Biennial, Dance Umbrella Johannesburg, MAC Créteil, Le Quartz, La Filature, Serbian National Theater, Trafó Budapest, Nová scéna Praha, Théâtre de Liège, Tramway Glasgow, FIBA (Festival Internacional de Buenos Aires), para citar alguns.

CONSTANZA MACRAS

nasceu em Buenos Aires, Argentina, onde estudou dança e design de moda, na Universidade de Buenos Aires (UBA). Continuou seus estudos de dança em Amsterdã e Nova York (Merce Cunningham Studios). Em 1995, Macras mudou-se para Berlim e dançou para várias companhia. Em 1997, fundou sua primeira empresa, TAMAGOTCHI Y2K. Entre 1998 e 2000, a TAMAGOTCHI Y2K apresentou quatro peças: Wild Switzerland (1998), Face One (1999), In Between (2000) e Dolce Vita (2000), uma performance de música ao vivo site specific que combinou artistas de várias disciplinas. Foi criada como um evento único para cada local específico. De 2001 a 2002, Macras desenvolveu e apresentou a trilogia MIR: A Love Story. Em 2002, ela também curou o projeto PORNOsotros, onde se apresentou com Lisi Estaras (Ballets C. de la B.), sob a direção de diferentes diretores, em quatro peças curtas sobre o assunto da pornografia, no Schaubühne am Lehniner Platz, Berlim . Deu workshops e master classes no Japão, nos Estados Unidos (Walker Arts Center em Minneapolis, 'On the Boards' em Seattle, Índia (India Atakalari Dance Center), França, Itália (Universidade de Roma para Artes Cênicas), Bélgica (Universidade da Antuérpia), Holanda (Fundação Henny Jurriens), Suíça e Alemanha (Hochschule fuer Schauspielkunst 'Ernst Busch' e na University de Artes UdK, ambas em Berlim. Em 2008, Constanza Macras recebeu o Goethe-Institut Award por sua peça Hell on Earth. Macras foi convidada para o MIT (Instituto de Tecnologia de Massachusetts),  para a William L. Abramowitz Residency. Desde 1961, a série trouxe renomados artistas e escritores ao MIT para se apresentar, apresentar palestras públicas e colaborar com estudantes em programas gratuitos. No mesmo ano, Constanza Macras foi agraciada com o prêmio de teatro nacional alemão DER FAUST de melhor coreografia para a peça Megalopolis, e, ao lado das produções com sua companhia, Constanza Macras também criou Bosque de Espejos (2016) para a Companhia de Balé Permanente do Teatro Colón em Buenos Aires; Soft Cell (2015) encomendado pela Göteborg Opera Dance Company; Paraíso sem Consolação (2008), trabalho de comissão do Goethe Institut São Paulo com dançarinos da companhia e elenco brasileiro. Estreou em São Paulo; Ein Sommernachtsraum (2006), juntamente com Thomas Ostermeier, elenco do Schaubühne e dançarinos do DorkyPark, estreou no Festival Helênico; Pegarle à Bolsa (2004), uma comissão do Goethe-Institut Cordoba (Argentina) e Felicidade (2003) para o Ballet Saarländisches Staatstheater.

I’M NOT THE ONLY ONE (2006) consiste em duas partes mostradas separadamente, cada parte com um elenco diferente. Ambos podem ser vistos independentemente. O que leva alguém a deixar sua terra natal e o que é uma terra natal? É a família de alguém? Animais? É o cheiro, a comida, o ar? É o escape?

Mercat de les Flors

Barcelona, Espanha

06 e 07/10/2012


BIPOD - Beirut International Platform of Dance
Beirute, Líbano
20/04/2013

 
Ramallah Contemporary Dance Festival
Ramallah, Palestina
22/04/2013

HELL ON EARTH (2008) o bairro de Neukölln, em Berlim, abriga mais migrantes que nativos. Como adolescentes adolescentes de origem imigrante lidam com o sentimento de estranhamento em várias camadas? Em Hell on Earth os adolescentes de Neukölln falam sobre suas esperanças, problemas, discriminação e seu desejo de se adaptar.

 

HAU - Hebbel-am-Ufer 
Berlim, Alemanha
11 a 14/01/2012

OEDIPUS REX (2009) é o primeiro projeto de ópera de Constanza Macras, baseado em Édipo Rex, de Igor Stravinsky, de 1927 (com libreto de Jean Cocteau). Uma colaboração com a artista japonesa Chiharu Shiota, que criou o cenário.

Théâtre de la Place
Liège, Bélgica
01 a 03/02/2012

MEGALOPOLIS (2009) é uma promessa e uma maldição. Uma cidade radiante e uma construção incontrolável, constantemente em movimento. A cena é a cidade sob o impacto do globalismo. Uma cidade caracterizada pela ilegibilidade das megacidades de hoje, nascidas no caos. Uma cidade como colagem que consiste em incontáveis ​​recortes biográficos. Megacidades como paradigma de espaços em que as pessoas vivem sem se conhecer. O desenvolvimento urbano seguirá princípios desconhecidos para nós?

Seoul Arts Performing Festival
Seul, Coreia-do-Sul
28 e 29/09/2011


Schaubühne am Lehniner Platz
Berlim, Alemanha
20 a 22/06/2014

Bolzano Danza
Bolzano, Itália
23/07/2014

Schaubühne am Lehniner Platz
Berlim, Alemanha
24/09/2014

BERLIN ELSEWHERE (2011) em Berlin Elsewhere estranhos se encontram em um local de cativeiro mental. Eles sofrem de doenças sociais comuns, neurose, bipolaridade, fetichismo e fetichismo de mercadorias. Um lugar que está entre exclusão, loucura e luta. Que tipo de loucura nossa sociedade permite antes que alguém seja confinado? O que é confinamento na era da medicação?


Tanzhaus nrw
Düsseldorf, Alemanha
09 e 10/09/2011


Schaubühne am Lehniner Platz
Berlim, Alemanha
20 a 22/09/2011

 
CSS Teatro stabile di innovazione del Friuli Venezia Giulia
Udine, Itália
29/10/11

 
Schaubühne am Lehniner Platz
Berlim, Alemanha
04 a 06/11/2011

 
MAC - Maison des Arts de Créteil
Paris, França
24 a 26/11/2011


Thalia Theater
Hamburgo, Alemanha
24 e 25/01/2012

 
Tanzplattform 2012
Dresden, Alemanha
23 e 24/02/2012

Schaubühne am Lehniner Platz 
Berlim, Alemanha
27 a 29/09/2014

HERE/AFTER (2011) explora o conceito de agorafobia. A vida cotidiana em uma metrópole representa uma ameaça para as pessoas? A peça trata do anonimato e do crescente isolamento do indivíduo na vida urbana. Nunca antes foi tão fácil estar “sozinho” em uma sociedade que torna evitável o confronto com o “exterior” através da internet, salas de chat e serviços de entrega. De fato, o que há por aí que é absolutamente necessário experimentar ao vivo?


HAU - Hebbel-am-Ufer

Berlim, Alemanha
03, 05 a 09/12/2011

 
Spring Festival
Cairo, Egito
21 e 22/04/2012


Romaeuropa Festival
Roma, Itália
05 a 07/10/2012

OPEN FOR EVERYTHING (2012) é uma viagem pela estagnação das comunidades ciganas na Europa, para quem as chances de trabalhar como qualquer outro cidadão são bastante baixas, onde as tradições itinerantes foram substituídas pela vida sedentária, ao lado do desenraizamento do grupo de dançarinos que se movem pelo mundo atrás de oportunidades de trabalho. Quem está usando os preconceitos de quem? E quem são os verdadeiros nômades do século XXI?


Wiener Festwochen
Viena, Áustria
10, 12 a 14/05/2012


HAU - Hebbel-am-Ufer
Berlim, Alemanha
18 a 20, 22 e 23/05/2012

 
Kampnagel
Hamburgo, Alemanha
31/05; 01 e 02/06/2012


Nova Scena
Praga, República Tcheca
05 e 06/06/2012

 
Trafó
Budapeste, Hungria
08 e 09/06/2012

 
Schaubühne am Lehniner Platz
Berlim, Alemanha
10 a 13/08/2012

 
Zürcher Theatre Spektakel
Zurique, Suíça
16 a 19/08/2012


Dansen Hus Stockholm
Estocolmo, Suécia
07 e 08/09/2012

 
Schaubühne am Lehniner Platz
Berlim, Alemanha
14, 16 e 17/09/2012


Festival Divadelná Nitra
Nitra, Eslováquia
21/09/2012


Košice Interface European Capital of Culture
Košice, Eslováquia
23/09/2012


Schaubühne am Lehniner Platz
Berlim, Alemanha
13 e 14/10/2012


Hellerau – Europäisches Zentrum der Künste
Dresden, Alemanha
19 e 20/10/2012


Centrum Kultury Zamek
Poznań, Polônia  
01/02/2013


Dansens Hus - Nasjonal Scene for Dans
Oslo, Noruega
01 a 03/03/2013


MAC - Maison des Arts de Créteil
Paris, França
12 e 13/04/2013

 
Tramway Arts Center
Glasgow, Escócia
26 e 27/04/2013


Ludwigsburger Schlossfestspiele
Ludwigsburg, Alemanha
20 e 21/06/2013

Sommerblut - Festival der Multipolarkultur
Colônia, Alemanha
06/07/2013


Théâtre Forum Meyrin
Genebra, Suiça
14 a 16/11/2013

 
Theatre Freiburg
Freiburg, Alemanha
30/11/2013

CSS Teatro stabile di innovazione del Friuli Venezia Giulia
Udine, Itália
18/04/2015

DISTORTION (2013) é uma peça que lida com movimentos da subcultura do hip-hop questionando o conceito do que significa "ser alemão" hoje. Criado com oito jovens dançarinos da Hip Hop Academy de Hamburgo, em Distortion os artistas nos contam sobre suas vidas e origens de imigração em uma peça de teatro de dança na qual os movimentos de breakdance e hip-hop são difratados com palavras-chave de discursos políticos e da mídia.


Hellerau – Europäisches Zentrum der Künste
Dresden, Alemanha
28 e 29/06/2013

 
Schaubühne am Lehniner Platz
Berlim, Alemanha
07 a 09/10/2013

 
Julidans
Amsterdã, Holanda
12/07/2014

THE PAST (2014) é criado em colaboração com o compositor suíço-italiano Oscar Bianchi, que compôs a música. O ponto de partida para esta peça foi a cidade como uma localização geográfica concreta, como uma âncora para a memória, uma imagem mental e um estado de espírito. O passado explora os vínculos entre memória e lugar. O que acontece com nossas memórias, o que acontece com aqueles que se lembram quando esses lugares físicos são destruídos?


Hellerau – Europäisches Zentrum der Künste
Dresden, Alemanha
07 a 08/11/2014

 
Schaubühne am Lehniner Platz
Berlim, Alemanha
27, 29 e 30/11; 01/12/2014

 
Schaubühne am Lehniner Platz
Berlim, Alemanha
29 e 30/01; 03/02/2015

 
Attakkalari India Dance Biennial
Bangalore, Índia
09/02/2015

 
Sir Mutha Venkatasubba Rao Concert Hall
Chennai, Índia
12/02/2015


Musaeus College Auditorium
Colombo, Sri Lanka
15/02/2015


Schaubühne am Lehniner Platz
Berlim, Alemanha
20 e 21/05/2015

 
Infant Festival, Serbian National Theatre
Novi Sad, Sérvia
25/06/2015

FIBA - Festival Internacional de Buenos Aires
Buenos Aires, Argentina
18 e 19/02/2015

LAC - Lugano Arte e Cultura
Lugano, Suíça
29/01/2016

Théâtre de Liège
Liège, Bélgica
03/02/2016

 
Le Quartz - scène nationale de Brest
Brest, França
04 e 05/03/2016

 
La Filature - scène nationale de Mulhouse
Mulhouse, França
10/03/2016

ON FIRE – THE INVENTION OF TRADITION (2015) é uma peça com um elenco misto de artistas da África do Sul e de Berlim, criada com a colaboração da artista plástica de Joanesburgo Ayana V.Jackson. A peça trata da reavaliação do patrimônio e da tradição em relação a grupos culturais segregados, que estão se articulando em novas formas na vida urbana - e com práticas e rituais contemporâneos autodefinidos.


Dance Umbrella South Africa
Johannesburg, África do Sul
26 e 27/02/2015

 
Centro Cultural Franco-Moçambicano
Maputo, Moçambique
03/03/2015


Maxim Gorki Theater
Berlim, Alemanha
29 e 30/09/2015


Maxim Gorki Theater
Berlim, Alemanha
22 e 23/01/2016

 
Thalia Theater
Hamburgo, Alemanha
26/01/2016

THE GHOSTS (2015) é uma peça em que Constanza Macras trabalhou com acrobatas e artistas de circo chineses. A peça é sobre esses artistas que já conquistaram fama e fortuna em seu país com sua rígida disciplina corporal, e foram esquecidos e "desativados" pela sociedade chinesa. Em The Ghosts, assim como o Chinese Ghost Festival em julho, permite-se um retorno temporário à terra dos vivos, tornando sua arte e suas histórias visíveis mais uma vez.


Tanz im August, Schaubühne am Lehniner Platz
Berlim, Alemanha
03 a 05/09/2015

Guangdong Dance Festival
Guangzhou, China
11/11/2015