Les Trois Soeurs
Les Trois Soeurs

©Louise Leblanc

press to zoom
Les Trois Soeurs
Les Trois Soeurs

©Louise Leblanc

press to zoom
Les Trois Soeurs
Les Trois Soeurs

©Louise Leblanc

press to zoom
Les Trois Soeurs
Les Trois Soeurs

©Louise Leblanc

press to zoom
Screen Shot 2020-06-20 at 12.16.05.png

Teatro | TURNÊ | 2010

WAJDI MOUAWAD

As Três Irmãs

Três irmãs, que levam uma vida confortável porém demasiadamente pacata no interior, sonham em voltar a Moscou, cidade da felicidade prometida. Olga, a mais velha, professora aposentada, Macha, a amante decepcionada, e Irina, que busca o prazer no trabalho, vivem seus dias na ânsia de um futuro melhor. À espera da hora da partida, o  turbilhão das amizades, amores e relações familiares permeia a vida destas três irmãs.

Oito anos depois de uma recepção calorosa no Théâtre du Trident, nas estradas do Québec e na França, uma versão renovada da peça Les Trois Soeurs foi apresentada em Moscou em 2009, como parte do Festival Tchekhov, que destacava, então, o 150º aniversário de Anton Tchekhov. Nesta ocasião, os organizadores escolheram apresentar apenas trabalhos do dramaturgo russo montados em diferentes países do mundo, como Alemanha, Argentina, França, Japão e Canadá.

WAJDI MOUAWAD

Escritor, diretor, cineasta, diretor artístico, Wajdi Mouawad, nascido no Líbano e formado pela École Nationale de Théâtre do Canadá em 1991, é um dos escritores e diretores mais influentes de sua geração. Homem de palavras, é possível apreciar suas direções singulares tanto em seus próprios textos, como Litoral, Incêndios e Florestas, quanto nos de autores como Eurípides, de quem ele montou As Troianas no Théâtre du Trident em 1999. Em 2005, ele fundou no Québec, junto com Emmanuel Schwartz, Abé Carré Cé Carré e na França, Au Carré de l’Hypoténuse, duas companhias dedicadas a se difundir de uma costa à outra do Atlântico. Desde setembro de 2007, é diretor artístico do teatro françês do Centre National des Arts (CNA), em Ottawa. Sua última passagem no Théâtre du Trident data deste mesmo ano, quando apresentou Florestas. Desde então, sua tetralogia O sangue das promessas (composta por Litoral, Incêndios, Florestas e Céus) foi apresentada em julho de 2009 no 63o Festival d’Avignon, do qual era artista associado. Incêndios foi também adaptada para o cinema por Denis Villeneuve, em um filme aclamado tanto pelo público e quanto pela crítica. Como intérprete, ele compôs o elenco da peça Os Justos, de Camus, dirigida por Stanislas Nordey no Théâtre de la Colline.

AS TRÊS IRMÃS

de Anton Tchekhov | Tradução do texto para o francês: Anne-Catherine Lebeau e Amélie Brault | Direção: Wajdi Mouawad | Com JEAN-JACQUI BOUTET, LISE CASTONGUAY, GILL CHAMPAGNE, VINCENT CHAMPOUX, HUGUES FRENETTE, MARIE GIGNAC, BENOIT GOUIN, LINDA LAPLANTE, MICHÈLE MOTARD, ANNE-MARIE OLIVIER, PAULE SAVARD, RICHARD THÉRIAULT | Cenografia Isabelle: Larivière | Figurino: Isabelle Larivière | Iluminação: Éric Champoux | Música: Wajdi Mouawad e Robert Caux | Maquiagem: Florence Cornet | Direção de produção, assistente de direção e direção de cena: Hélène Rheault | Direção técnica: Julie Touchette | Adereços: Christian Fontain | Assistente de figurino: Marie-France Larivière | Cabelos: Dany Lessard 

Equipe de turne: Direção de turnê: Maryse Beauchesne | Direção técnica e maquinista- chefe: Joey St-Pierre | Coordenação geral: Hélène Rheault | Operação de luz: Éric Le Brech | Operação de som: France Deslauriers |  Camareira: Isabelle Larivière | Supervisão de construção: Alain Gagné

Realizado como co-produção do Théâtre du Trident, Quebec, ABÉ CARRÉ CÉ CARRÉ, Montreal e Festival Internacional de Teatro Anton Tchekhov, Moscou | Apoio: Conselho das Artes e Letras de Quebec, Le Bureau de la Capitale Nationale, La Conférence régionale des élus, Cidade de Quebec e Ministério de Cultura, Comunicação e Condição Feminina

Produção no Brasil: prod.art.br | Direção de produção: Ricardo Muniz Fernandes e Matthias Pees | Produção executiva: Ricardo Frayha | Estagiário de produção: Sam Robinson | Coordenação administrativa: Jussara Rahal | Direção técnica e construção de cenário: Julio Cesarini | Intérprete: Luiz Chamon


Realização: Sesc São Paulo

Parceria: Festival Internacional de Teatro Anton Tchekhov, Moscou

Teatro Paulo Autran - Sesc Pinheiros

São Paulo, SP,  Brasil

17 a 19/12/2010