Los Incontados (FIT Rio Preto)
Los Incontados (FIT Rio Preto)

©Ferdinando Ramos

press to zoom
Los Incontados
Los Incontados

©Felipe Camacho

press to zoom
Los Incontados (FIT Rio Preto)
Los Incontados (FIT Rio Preto)

©Ferdinando Ramos

press to zoom
Los Incontados (FIT Rio Preto)
Los Incontados (FIT Rio Preto)

©Ferdinando Ramos

press to zoom
Los Incontados (FIT Rio Preto)
Los Incontados (FIT Rio Preto)

©Ferdinando Ramos

press to zoom
Los Incontados (FIT Rio Preto)
Los Incontados (FIT Rio Preto)

©Ferdinando Ramos

press to zoom
Los InconLos Incontados (FIT Rio Preto)tados (FIT Rio Preto)
Los InconLos Incontados (FIT Rio Preto)tados (FIT Rio Preto)

©Ferdinando Ramos

press to zoom
Los Incontados (FIT Rio Preto)
Los Incontados (FIT Rio Preto)

©Ferdinando Ramos

press to zoom
Los Incontados (FIT Rio Preto)
Los Incontados (FIT Rio Preto)

©Ferdinando Ramos

press to zoom

Teatro | TURNÊ | 2017

MAPA TEATRO

Los Incontados
(Un Tríptico)

Muito antes da retórica "pós-conflito" assumir a agenda da criação artística, o Mapa Teatro já havia realizado uma reflexão rigorosa inacabada sobre a Anatomia da Violência na Colômbia. Fora dos clichês que as políticas de reconciliação no campo da arte trazem consigo, a última produção do Mapa Teatro (2010-2015) é, sem dúvida, a peça mais refinada e poderosa em seus trinta anos de trajetória artística. Em três espaços consecutivos, articulados para criar um tríptico, a peça desenha uma alegoria assustadora dos dispositivos utilizados pelos autores de violência na Colômbia desde a segunda metade do século XX. Em cada um desses espaços, é realizada uma festa singular, cada uma revelando o limiar frágil entre celebração e violência que atravessou a história do nosso país. A dramaturgia em Los Incontados: un Tríptico é uma verdadeira edição, no sentido cinematográfico. Sobrepõe histórias de poderosa força dramática a arquivos e narrativas audiovisuais de imenso poder poético. Atores e músicos com muita experiência, eletrônica e música ao vivo, completam essa experiência teatral que emocionou o público durante o XIV Festival Iberoamericano de Teatro. Los Incontados: un Tríptico foi encomendado como uma instalação para a 31ª Bienal de São Paulo, onde recebeu elogios do público e da crítica. "Sem dúvida, o trabalho mais impressionante da Bienal de São Paulo", segundo o curador português João Fernandes, do Museu Centro de Arte Reina Sofia de Madri. Três celebrações. O primeiro, Los Santos Inocentes (2010), é comemorado nas ruas de uma pequena cidade na costa do Pacífico da Colômbia, onde homens mascarados vestidos como mulheres saem às ruas para chicotear aqueles que não estão vestidos e vestidos de forma trocada. Uma celebração que transforma um ritual afro-descendente em uma dança delirante. O segundo, Discurso de un Hombre Decente (2012), acontece no jardim de uma casa em meio aos trópicos colombianos, talvez no meio da própria selva, onde o fantasma do mais infame traficante de drogas, acompanhado por sua diva, ouve delirantemente a música interpretada pelo homem que na vida real liderou uma de suas bandas favoritas. O terceiro, Los Incontados (2014), na privacidade da sala de estar de uma família, um grupo de crianças, um mágico e um cantor, se reúnem ao redor do rádio esperando ouvir o anúncio de uma revolução e uma festa que nunca acontecerá.

MAPA TEATRO

O Mapa Teatro é um laboratório de artistas dedicado à criação transdisciplinar. Sediado em Bogotá desde 1986, o Mapa Teatro foi fundado em Paris em 1984 por Heidi, Elizabeth e Rolf Abderhalden, artistas visuais e de teatro da Colômbia. Desde a sua criação, o Mapa Teatro construiu uma cartografia no meio das artes vivas, um espaço propício para transgredir - fronteiras geográficas, linguísticas, artísticas - e encenar questões locais e globais por meio de várias operações de "montagem de pensamentos". Um espaço de migração, onde mito, história e atualidade existem continuamente; esferas íntimas e públicas; linguagens artísticas (teatro, ópera, cabaré, rádio, instalações de som e vídeo, intervenções urbanas, ações e conferências performáticas); autores e épocas (Ésquilo, Müller, Shakespeare, Sarah Kane, Antonio Rodriguez, Händl Klaus); geografias e idiomas (La Noche / Nuit em francês e espanhol; Muelle Oeste em russo, Un señor muy viejo con una alas enormes em tamul; De Mortibus em inglês, espanhol e francês; voz, imagem e movimento (Psicosis 4:48, Simplemente complicado); memória e cidade (Proyecto Prometeo, La limpieza de los Establos de Augías, Testigo de las Ruinas, Cartografías movedizas); voz, música e eletrônica ao vivo (Simplemente complicado, Historia de amor, La flauta mágica, Orfeo) simulação e realidade (Exxxtrañas Amazonas, Trans/posiciones), documento e ficção, poética e política (Horacio, Los Santos inocentes, Discurso de un Hombre Decente y Los incontados: un tríptico). Daí o interesse do Mapa Teatro nos processos e eventos criativos "in vivo"; na tradução e transposição de escritos e partituras cênicas; e na operação de reunir documentação, arquivos e ficções. Nos últimos anos, o Mapa Teatro concentrou-se particularmente na produção de eventos político-poéticos através da construção de etno-ficções e da criação efêmera de comunidades experimentais. O Mapa Teatro gera processos de investigação e pesquisa artística, desenvolvidas em diversas esferas e cenários de uma realidade colombiana. São laboratórios de imaginação social.

LOS INCONTADOS: UN TRÍPTICO

Direção: Heidi e Rolf Abderhalden | Com a participação de: Heidi Abderhalden, Agnes Brekke, Julián Díaz, Jeihhco, Danilo Jiménez, Santiago Nemirowski, Lesley Ramírez, Melanie Ramírez, Sofía Rodríguez, Mariana Saavedra, Darío Sinisterra, Sebastián Zúñiga, Juan David Castaño Vargas | Dramaturgia: Mapa Teatro | Assessoria dramatúrgica: Antonio Orlando | Rodríguez, Darío Villamizar, Marta Ruiz | Música e desenho sonora: Juan Ernesto Díaz | Cenografia: Pierre Henri Magnin | Desenho de luz: Jean François Dubois | Edição de vídeo: Luis Antonio Delgado | Vídeo ao vivo: Ximena Vargas | Diretor técnico: Jean François Dubois | Diretor de palco: José Ignacio Rincón | Produzido por: Mapa Teatro, José Ignacio Rincón, Ximena Vargas | Assistência de produção: Sandra Martínez | Co-produzido por: Iberescena, Festival Iberoamericano de Teatro de Bogotá, prod.art.br
 

 

Produção no Brasil: Performas Produções Artísticas e prod.art.br | Direção de produção: Andrea Caruso Saturnino e Ricardo Muniz Fernandes | Coordenação de produção: Ricardo Frayha | Produção executiva: Carol Bucek | Direção técnica: Julio Cesarini | Técnico de som: Everton Gomes | Técnico de vídeo: Rodolfo Paganelli | Técnico de luz: Grissel Piguillem Maganelli

Realização: Sesc São Paulo

FIT Festival Internacional de Teatro de São José do Rio Preto

São José do Rio Preto, SP, Brasil

13 a 15/07/2017

Sesc Pinheiros

São Paulo, SP, Brasil

20/07 a 23/08/2017