Tokyogaqui
Tokyogaqui
press to zoom
Tokyogaqui
Tokyogaqui
press to zoom
Tokyogaqui
Tokyogaqui
press to zoom
Tokyogaqui
Tokyogaqui
press to zoom
Tokyogaqui
Tokyogaqui
press to zoom

Exposição, Teatro & Dança | CRIAÇÃO | 2008

DIVERSOS

Tokyogaqui

Tokyogaqui (trocadilho que significa “imagem de Tokyo aqui”), é um exercício poético de pensamento sobre o Japão, no cruzamento da pluralidade de referências, movimentos e fluxos culturais. Tokyogaqui encena a comemoração do centenário da imigração japonesa no Brasil como travessia – de lugares imaginários, de histórias de vida, de tempos e memórias. A exposição foi dividida em dois segmentos: andar Ohno 101 + Kusuno, dedicado aos 101 anos de Kazuo Ohno. Um elogio ao butô e toda a dimensão e beleza da sombra. No mesmo espaço um altar dedicado a Takao Kusuno, introdutor do butô e suas possibilidades no Brasil. E o andar Tradição Pop – Tokyogaqui apresenta esta profusão e mistura por meio da mixagem entre elementos da cultura tradicional japonesa, e outras formas artísticas ligadas a contemporaneidade. Cultura pop, consumo e arte contemporânea. O espaço expositivo foi desenvolvido aproveitando as características de um edifício com pé direito muito baixo mas numa situação que as vezes é encontrada em Tokyo. Foi projetado no andar dedicado a Kazuo Ohno, um piso modulado com diversas alturas e inclinações. Esse piso obrigava os visitantes a circularem de um modo cuidadoso e lento como se estivessem dançando butô.

Nos quase dois meses de exposição, uma grande programação com mais de cinquenta atividades foi apresentada, contando com a participação de artistas nacionais e internacionais como Yoshito Ohno; Yubiwa Hotel; Akiko Ohara; Tamanduás, aqui em bando; Tigarah & Deise Tigrona; Heid Durning; Bia Gaden; MItsuyo Uesugi; Eiko & koma; Susana Yamamuchi; Kotoba; José Celso Martinez Corrêa & Teatro Oficina; Emilie Sugai; Letícia Sekito; Noriko Seki; Yukio Waguri, Corpo 1; Ko Murobushi; Martha Lacerda; Elisa Othake; Takashi Morishita; Tom Looser; Huka-Huka x Sumô; Angela Nagai; Marcelo Gabriel; ...

TOKYOGAQUI

concepção e curadoria: Ricardo Muniz Fernandes, Christine Greiner, Hideki Matsuka, Toshio Mizohata | identidade visual e direção de arte: Ricardo Muniz Fernandes | design gráfico: Érico Peretta | assistente de arte: André Felipe Gomes Fernandes | fotógrafo: Pedro Delamonica Imenes | arquitetura, concepção e coordenação geral: Hideki Matsuka | equipe de arquitetura: Heloisa Neves, Ruth Ishikawa, Tania Yoko Shirakawa | montagem: Pedro Layus, Roberval Layus | equipe técnica: Albino Francisco, Eduardo Marques, Edvaldo Locatelli, José Antonio dos Santos, José Cleones, José Geraldo Gomes, Juliano Benedicto, Lino de Jesus, Osvaldo Felismino, Rogério Profeta | estagiários (alunos de Arquitetura da Universidade São Judas): Ana Paula da Paixão, Dandara Terra, Eduardo Henrique de Souza, Erica Machado, Flávia Fernandes Ohoseki, Juliana Freitas Pimenta, Juliana G. da Silva Vilela, Marcos Vinícius de Souza, Natália Roque Andrijich, Ricardo Horiuchi de Oliveira | paisagem sonora: Mano Bap | iluminação: André Boll |  Curadores cinema e instalações videográficas: Almir Almas, Marcela Canizo | Edição e videografismo: Daniel Seda, Rafael Buosi, Reinaldo Yamada, Almir Amas, Marcela Canizo |  organização dos campeonatos e apresentações j-pop: tamago eventos culturais, explosion eventos | assessoria de imprensa: Arteplural comunicação

produção: prod.art.br | direção de produção: Ricardo Muniz Fernandes. | coordenação de produção: Veridiana Fernandes | produção executiva: Jussara Rahal, Ricardo Frayha, Julio Cesarini | assistentes de produção: Isadora Greiner, Nana Ribeiro, Olívia Barcellos

 

realização: Sesc São Paulo 
apoio: 
Agência de Cultura do Japão, BankART 1929, Fundação Japão, Liaison of International Butoh, Kazuo Dance Studio, Canta.

Sesc Avenida Paulista

São Paulo, SP, Brasil

15/03 a 04/05/2008

E-TOKYOGAQUI1.gif